• Revista Terra Mãe
  • Programa Primeiro Emprego

Notícias

20/03/2018 17:03

Novo protocolo operacional do IML dará mais celeridade na liberação dos laudos

Apresentado na manhã de hoje (20), durante o “Café com Ciência”, as mudanças implementadas no novo Protocolo Operacional Padrão do Instituto Médico Lega Nina Rodrigues visam dar mais celeridade a liberação dos laudos e gerar mais economia com a racionalização dos recursos públicos.
A partir de agora, em casos onde a causa morte está estabelecida e a perícia realizada durante o exame necroscópico já responde as qualificadoras que o Código Penal exige, o exame toxicológico só será realizado por solicitação da Autoridade Requisitante.
Outra mudança acontecerá nas perícias de mortes naturais, quando não for constatado indícios de violência serão realizados apenas exames externos. “A legislação já nos diz que a morte natural não deve vir para o IML, mas quando isso acontecer será realizada a ectoscopia, que é um exame externo e, para os casos específicos, coletas de sangue e urina”, explicou Mário Câmara, Diretor do IMLNR.
As necropsias de mortes naturais representam 1/3 dos exames realizados pela Coordenação de Tanatologia do IML. As mudanças representarão economia de tempo, recursos financeiros e maior celeridade para os laudos que são necessários aos inquéritos policiais.
“Este protocolo foi criado com base científica e atendendo também a legislação vigente, por isso acreditamos que trará resultados importantes para a Secretaria da Segurança Pública”, Finalizou Câmara.
Participaram da apresentação representantes da Polícia Civil, Corregedoria da Polícia Militar e Peritos do DPT.

Fonte: ASCOM-SSP

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.